ATENÇÃO!!! È permitida a utilização, total ou parcial, das idéias e dos textos abaixo, desde que indique a autoria da Profa. Maria Lúcia de Freitas Beraldo. A referência bibliográfica deve ser feita da seguinte maneira, de acordo com a NBR 6023 – ago./2000 :  

Beraldo, M.L.F. Título do texto Disponível em: www.sexologiajf.com.br | Acesso em:(colocar a data em que acessou a página).


Ejaculação Precoce e a Sexualidade do Casal


Com o tempo, é muito comum a parceira do ejaculador precoce desenvolver alguma disfunção. Isso acontece porque após sucessivas situações onde a relação sexual termina de forma insatisfatória, a mulher acaba por perder a  empolgação para o sexo. Quanto mais o sexo for importante para a ela e maior for a sua resposta sexual, maior será a sua frustração, instalando-se a Falta de desejo sexual.
Isto causa sérios problemas na dinâmica conjugal, porque a mulher passa a se esquivar perante as possibilidades de  terem sexo. O que faz o homem manter o seu desejo sexual  e a mulher  perde o dela  refere-se à presença do orgasmo. Isto porque,   mesmo que a relação sexual  não tenha ocorrido conforme o imaginado, o homem vivencia alguma gratificação sexual, enquanto a mulher  experimenta uma intensa frustração física e emocional. Como consequência disso, é  comum as mulheres relatarem dores de cabeça, mal-humor e impaciência. Além disso, para a mulher, o orgasmo do homem é percebido como uma falta de consideração e, por mais que a mulher goste do marido e seja companheira, a experiência sexual frustrada desencadeia um sentimento de raiva (mesmo inconsciente) que, dependendo da forma como o casal lida com suas diferenças, poderá aparecer deslocada em outras  áreas da relação, antes tranquilas,  gerando diversos conflitos conjugais.
            Um argumento comum no discurso de homens com Ejaculação Precoce casados é  que as esposas se dispõem pouco ao sexo, e quando eles sentem que demoraram um pouco mais – mesmo que ejaculando antes – gostariam de ter sexo com mais frequência, supondo que fazer sexo frequentemente irá aumentar o tempo da ejaculação. Contudo, para a mulher,  fazer sexo constantemente nessa situação é extremamente desagradável. Além disso, devemos lembrar que o ponto crucial da ejaculação é a dificuldade em  perceber e controlar o impulso antes da ejaculação, e não questão de abstinência ou constância  sexual. 
Outro aspecto recorrente referente ao ejaculador precoce é que  muitos, por pensamentos machistas, não aceitam o fato como disfunção,  e interpretam  o orgasmo imediato como excesso de virilidade. Alguns até chegam a responsabilizar a parceira,  afirmando que não conseguem se controlar porque elas são excitantes demais. Esta situação coloca a parceira  em uma difícil situação, pois o elogio é ao mesmo tempo um recurso que a deixa sem argumentos.
Percebemos o quanto a questão da ejaculação precoce está, no imaginário masculino, equivocadamente atrelada ao desejo: vários pacientes meus e de colegas comentam que tentavam controlar a ejaculação pensando em outras coisas na hora do sexo, como contas a pagar e situação do seu time  de futebol no Brasileirão. O caso mais surreal que atendi foi o de um homem que me disse que imaginava, na hora do sexo, que estava sendo atropelado por um caminhão. Percebemos, nestes casos, que: 
1: A suposta saída para controlar a ejaculação era desviar a atenção do ato sexual, e de tudo que poderia ser excitante, vendo a excitação como um perigo;
2: A criação de alternativas altamente ansiogênicas, que bloqueiam a excitação e certamente levam à perda da ereção.

Muitas vezes, o homem acaba por desenvolver a Disfunção Erétil por conta da Ejaculação precoce. Isto acontece por conta da ansiedade e temor de desempenho.

 


Av. Rio Branco 2721 sala 1502 - Centro - Juiz de Fora - MG

Tel.:(32) 3237-9241 ou 8821-8727
Blog SexologiaJF Youtube SexologiaJF Facebook SexologiaJF Twitter SexologiaJF Orkut SexologiaJF Sex Cidade
Corpyrigth @ - www.sexologiajf.com.br - Todos os Direitos Reservados