Para acompanhar as atualizações, faça seu cadastro no site www.sexologiajf.com.br ou siga-me no twitter: twitter.com/sexologiajf_mg

ATENÇÃO!!! È permitida a utilização, total ou parcial, das idéias e dos textos abaixo, desde que indique a autoria da Profa. Maria Lúcia de Freitas Beraldo. A referência bibliográfica deve ser feita da seguinte maneira, de acordo com a NBR 6023 – ago./2000 : 

Beraldo, M.L.F. Título do texto Disponível em: www.sexologiajf.com.br | Acesso em:(colocar a data em que acessou a página).


Sexo tântrico


Ouvi dizer que o sexo tântrico é mais intenso que o sexo convencional, mas é mais difícil de ser praticado, pela complexidade das técnicas. Por causa disso, gostaria de saber como posso incrementar a relação, abrindo mão de tanto esforço físico.
A leitora preferiu não ser identificada

Cara leitora, 
O tantrismo é bem mais do que uma forma de se fazer sexo. É uma religião oriental que, como tal, exprime um modo de vida. O conceito básico do tantrismo consiste em desvalorizar o mundo material e diminuir ao máximo os vínculos entre o ser humano e a matéria, aumentando aqueles que unem o ser humano ao cosmos. Para o Tantra, o prazer sexual é visto como um meio de liberação do elo com a matéria, e o prolongamento indefinido do orgasmo visa exatamente alcançar o êxtase, tido como comunhão com o universo. A prática sexual tântrica recomenda um lugar apropriado, refeições especiais regadas a vinho ou outras bebidas, banho ritual com óleos sagrados e massagens. Além disso, há rituais básicos, que envolvem vários casais (com a troca de parceiros) e importação de prostitutas sagradas para a ocasião.
Como você pode ver, existem diferenças significativas entre a nossa cultura e a dos tântricos.  Essas diferenças extrapolam a prática sexual, envolvendo a forma como o sexo é visto e como a sexualidade se manifesta. Por isso é tão difícil transformar o sexo em algo fechado, como uma receita de bolo. Até mesmo porque a forma como ele é feito lá, seja no seu ritual ou nas suas posições e técnicas, proporcionam o que proporcionam aos seus seguidores porque faz parte do dia-a-dia deles, englobando todos os seus valores e modos de encarar a vida.   
Esperar realizar aqui uma prática oriunda de uma cultura tão diferente pode ser frustrante (principalmente pelo exercício da paciência, no qual são extremamente treinados) e até traumatizantes - vide a quantidade de pessoas que fizeram a alegria dos ortopedistas na década de 70, nos Estados Unidos, por causa do "Kama Sutra". 
O que funciona melhor entre os casais ocidentais - também muito explorado pelos tântricos - é o estímulo dos sentidos, com uso e abuso do tato, olfato, paladar, visão e da audição. Vocês dois podem, juntos, criar o próprio cenário e ritual, buscando ambos "degustarem" cada sensação do encontro, sem aquela pressa de chegar ao orgasmo. Com certeza, mais do que técnicas deslocadas culturalmente ou posições mirabolantes, o que se encaixa melhor em nossa cultura continua sendo o trio "disponibilidade,cumplicidade e espontaneidade"!

Um grande abraço,


Maria Lúcia Beraldo
Psicóloga/mestre em Sexualidade humana


Av. Rio Branco 2721 sala 1502 - Centro - Juiz de Fora - MG

Tel.:(32) 3237-9241 ou 8821-8727
Blog SexologiaJF Youtube SexologiaJF Facebook SexologiaJF Twitter SexologiaJF Orkut SexologiaJF Sex Cidade
Corpyrigth @ - www.sexologiajf.com.br - Todos os Direitos Reservados